Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos, e não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às fábulas. (2 Timóteo 4.3,4) - Tu, porém, fala o que convém à sã doutrina. (Tito 2.1)

quarta-feira, 30 de abril de 2008

A quem é destinado o Culto?

Cercadas de eventos e inovações, muitas igrejas da atualidade induzem o cristão(?) a perder o foco do verdadeiro destino do culto. O Fato lamentavelmente comum que tem ocorrido é exemplificado abaixo:

Um crente que não fora ao culto de domingo, em uma certa igreja, perguntou a um amigo, na segunda-feira:

— Como foi o culto ontem? Foi bom?

— Não sei. Pergunte a Jesus — respondeu o amigo.

— Como assim? — retrucou o primeiro, estranhando a inesperada e aparentemente ríspida resposta.

— Não me leve a mal. Você vai ao templo cultuar a Deus ou receber bênçãos? — perguntou o irmão que estivera no culto de domingo. — É claro que o Senhor nos abençoa, quando estamos na presença dEle. Porém, o culto é uma reunião para os crentes receberem bênçãos, ou, antes de tudo, um momento para adorarmos a Deus na beleza de sua santidade?